Banner

sexta-feira, 22 de janeiro de 2010

Internacionalização de Bancos Brasileiros

E o processo continua. Os vetores básicos que determinam a expansão estão presentes: a incontestável competência dos bancos brasileiros no varejo e a necessidade de buscar novos mercados para manter as taxas de ROI DO MODELO DE NEGÓCIOS. Estes vetores levam o Bradesco a comprar banco ibi no México.
Negócio, que deve ser fechado em fevereiro, é considerado uma forma do Bradesco crescer no México com pouco risco.
Há pouco mais de sete meses, o Bradesco havia pago 1,4 bilhão de reais pelo ibi no Brasil. A nova transação trará à instituição cerca de 800.000 clientes mexicanos. O acordo inclui uma parceria para a comercialização de produtos e serviços financeiros junto aos clientes da rede de lojas C&A no México.

Acompanha movimentos já realizados por ITAÚ e BB.

A venda para o Bradesco faz parte da estratégia da holding suíça Cofra, dona da C&A, de se desfazer completamente de suas operações financeiras no mundo. A primeira unidade a ser desintegrada foi a da Argentina no primeiro semestre de 2009. Depois da aquisição do ibi feita pelo banco brasileiro, as negociações para vender a empresa no México ficaram cada vez mais intensas. A experiência do Bradesco nos segmentos de cartões e varejo - principalmente com a C&A - contou bastante para que o negócio fosse fechado sem muitas hesitações.

Para o Bradesco, essa transação é uma oportunidade interessante de experimentar atividades num mercado emergente com potencial de crescimento. Na América Latina, o México tem a maior taxa de financiamento de cartões de crédito comercial. Dos seis milhões de plásticos emitidos por redes varejistas no México, uma fatia de 13,3% pertence ao ibi, que presta serviços exclusivos aos cartões de private label da C&A Modas. Entre os principais concorrentes no mercado local, estão varejistas como El Palacio de Hierro, Sears, Sanborns, Coppel, Chedraui, Famsa, Mixup e Liverpool. Essa última rede, com mais de 160 anos de existência, foi a primeira a oferecer serviços de crédito pessoal na região.

A FRACTALCONSULT (maior especialista em pesquisas de mercado financeiro) segue seu caminho natural de internacionalização, arrastada pelos clientes que não abrem mão dos conhecimentos adquiridos pela empresa na gestão de conhecimento DO MERCADO FINANCEIRO brasileiro.

DUPLA VITÓRIA PARA O BRASIL:
1)O mercado reconhece o poder e a tecnologia de nossa Indústria Financeira;
2) Exportamos conhecimento em estado avançado - prestação de serviços de gestão de conhecimento.
Mais que consumo de eletrodomésticos e automóveis, o que define que um país é da "liga principal" é sua capacidade de vender serviços tecnológicos e acadêmicos.

Parabéns aos bancos brasileiros e a FRACTALCONSUL Latim America.

Colaborou PROF. RAMIRO GONÇALEZ FIA

2 comentários:

  1. Ramiro,
    Eis que vejo apenas hoje essa sua postagem. Voce fêz uma análise preciosa desse processo de internacionalização que chega apenas agora ao nosso sistema financeiro. A iniciativa do Bradesco é sem dúvida empolgante e abre um processo inovador no cenário competitivo financeiro brasileiro. Essas operação tem dimensões interessantes e justificarão novas investidas nesse mercado. O México, não podemos esquecer, é porta de entrada para os Estados Unidos e Canadá.
    A Fractal já negociava sua entrada no mercado da América Latina. Agora, tudo passa a não ter mais retorno. E a esse propósito agradeço suas palavras elogiosas.
    Abs,Celso

    ResponderExcluir
  2. Prof. boa noite!
    Sou aluna de administração e estou concluindo o TC nesse semestre, o tema é: marketing bancário, um estudo de estratégia do Itaú e Unibanco da América Latina (Chile e Uruguai).
    Estou na parte do desenvolvimento da pesquisa, o Sr. com mais experiência, poderia me dar uma "luz", para iniciar.
    Obrigada,
    Ana

    ResponderExcluir